separador topo
Cultura
Skip Navigation Links.
print

Marta de Sousa Ortigão Sampaio

Marta de Sousa Ortigão Sampaio e Armando Fernandes de Sequeira

Retrato fotográfico de Marta de Sousa Ortigão Sampaio

e seu marido Armando Fernandes de Sequeira

 

Marta de Sousa Ortigão de Sampaio nasceu na freguesia de Cedofeita, Porto, a 19 de março de 1897 e morreu na sua Quinta de São Gens, em São Mamede de Infesta, Matosinhos, a 26 de março de 1978.

 

O pai, Vasco Ortigão de Sampaio (nascido no Rio de Janeiro, Brasil), era sobrinho materno do escritor José Duarte Ramalho Ortigão. A mãe, Maria Estela Martins de Souza era filha de Antonio Martins de Souza e de sua mulher Olinda Perez, ele natural de Gondomar, que emigrou para o Brasil; ela, natural de Santo Ildefonso, no Porto.

 

A mãe de Marta era irmã de Maria Aurélia de Souza e de Sophia Martins de Souza, eminentes pintoras do panorama artístico português.

 

Marta Ortigão Sampaio casou com Armando Fernandes de Sequeira, que nasceu na freguesia do Bonfim, no Porto, por volta de 1895; vindo a morrer na Quinta de São Gens, em Mamede de Infesta, Matosinhos, a 15 de janeiro de 1958.

 

Deste casamento não houve descendência. Tampouco teve Marta Ortigão herdeiros de suas irmãs Maria Feliciana e Estela Maria, a primeira casada, mas sem filhos, e a segunda falecida muito nova e solteira.

 

Assim, por testamento, Marta Ortigão Sampaio legou à Câmara Municipal do Porto o seu espólio, com a obrigação da criação de um museu onde se privilegiassem as Artes Decorativas.


print
separador footer
 
Optimizado para os browsers: Internet Explorer 7, Firefox 3.5 e Safari 5 ou superiores | Em desenvolvimento pela DMSI (Direcção Municipal de Sistemas de Informação) da CMP
Projecto co-financiado por: