separador topo
Cultura
Skip Navigation Links.
print

Património arqueológico

Intervenções Arqueológicas

Nos termos da legislação própria, as intervenções arqueológicas são dirigidas e executadas por arqueólogos e outros técnicos com formação específica.
As intervenções realizadas na área do município (sondagens, escavações, acompanhamentos de obra, etc.) são usualmente realizadas por empresas especializadas.

 

Nas últimas três décadas realizaram-se no Porto perto de 400 intervenções arqueológicas, cujos resultados aumentaram de forma considerável o conhecimento acerca da evolução da cidade. Muralha Romana no Largo da Penaventosa 17-21Casas da Rua e Largo da Penaventosa

As intervenções efetuadas, na sua maioria no âmbito de projetos de loteamento e de outras operações urbanísticas ou relacionadas com a instalação de infraestruturas localizadas nos perímetros de proteção arqueológica assinalados na Carta de Património do Plano Diretor Municipal, bem como nos empreendimentos de grande magnitude, trouxeram à luz do dia todo um conjunto de achados que documentam uma ocupação humana no concelho desde a pré-história até à época contemporânea.

Assim, os trabalhos arqueológicos realizados na frente marítima, junto ao Castelo do Queijo, permitiram a identificação de contextos relacionados com a ocupação pré-histórica, enquanto as escavações executadas no morro da Sé e Penaventosa possibilitaram a aparecimento de vestígios do período castrejo, bem como estruturas do período romano com especial destaque para o troço de muralha descoberto no interior dos imóveis localizados no Largo e Rua da Penaventosa. Por sua vez, com a intervenção efetuada na Praça do Infante D.Fornos da Fábrica de Massarelos Henrique observaram-se restos dos edifícios demolidos no séc. XIX para a sua construção. 

No que concerne à atividade industrial salientam-se aos achados da mais antiga fábrica de cerâmica portuense, a Fábrica de Massarelos, fundada no Cais das Pedras em 1763 e que laborou até aos começos do século XX.

Todavia, a sucessão de vivências na cidade manifesta-se também através da descoberta de vários espaços sepulcrais localizados nos terrenos da Biblioteca Pública Municipal do Porto, na Ordem de S. Francisco e na Ordem do Carmo. Ordem de S. Francisco: enterramentoOrdem do Carmo: cemitério da 1.ª metade séc. XIX

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Registos e Espólios Arqueológicos

O município assegura através dos serviços competentes o depósito, nas condições adequadas, dos achados de bens móveis efetuados nas intervenções arqueológicas feitas na cidade.
Prato italiano (séc. XVI)Esses materiais, tradicionalmente designados por "espólio", incluem cerâmicas, vidros, metais, moedas, objetos em pedra e muitos outros elementos.

Alguns dos objetos arqueológicos mais interessantes estão expostos ao público.
As principais coleções de arqueologia em exibição encontram-se no Arquivo Histórico Municipal/Casa do Infante, Museu do Vinho do Porto e Arqueossítio da Rua de D. Hugo n.º 5.

 

 

Relatórios

Os relatórios técnicos das intervenções arqueológicas realizadas na cidade encontram-se disponíveis para consulta nas instalações do município à Praça de Carlos Alberto, 71.


print
separador footer
 
Optimizado para os browsers: Internet Explorer 7, Firefox 3.5 e Safari 5 ou superiores | Em desenvolvimento pela DMSI (Direcção Municipal de Sistemas de Informação) da CMP
Projecto co-financiado por: