separador topo
Cultura
Skip Navigation Links.
print

Património cultural

Durante mais de dois milénios a palavra Património significava herança ou posses de uma pessoa, casa ou instituição. A partir do século XIX este termo ganha outro sentido passando, também, a designar o conjunto dos elementos representativos da história de um País e de um povo, de uma comunidade. É o Património Cultural, dimensão alargada da identidade ao coletivo, reunindo bens imóveis ou móveis, tangíveis ou intangíveis, definidores do que fomos e somos.

Os elementos patrimoniais são símbolos da memória, organizados em categorias e tipos de bens que nos permitem proteger e gerir os valores identitários que caracterizam a comunidade que lhe deu origem. No caso do Porto, a ocupação humana sucessiva, datada desde há pelo menos 2500 anos, deixou uma multiplicidade de traços traduzida nas construções habitacionais e defensivas da Idade do Ferro, da época romana na cerca primitiva ou na muralha Fernandina, bem como nos edifícios religiosos, nas arquiteturas civis dos séculos XVIII-XIX, nos materiais decorativos como ferros forjados ou fundidos, cantarias, cerâmicas e estuques, nas manifestações de arte pública disseminadas em diversos espaços da cidade.

O Património constitui, assim, um documento excecional da nossa memória, permitindo-nos a manutenção das diferenças num mundo cada vez mais globalizante e igual.

 

Banco de MateriaisInformar - Conhecer - EducarArqueologia UrbanaInventário - Gestão de Informação - Proteção


print
separador footer
 
Optimizado para os browsers: Internet Explorer 7, Firefox 3.5 e Safari 5 ou superiores | Em desenvolvimento pela DMSI (Direcção Municipal de Sistemas de Informação) da CMP
Projecto co-financiado por: