Transportes e circulação
Skip Navigation Links.

print
Estacionamento de duração limitada
As Zonas de Estacionamento de Duração Limitada (ZEDL) são estabelecidas pelo Município, sendo constituídas pelos lugares de estacionamento à superfície cuja sinalização colocada no local condiciona o tempo de permanência dos veículos e ou a sua classe.

Informação

 

Nas ZEDL com arruamentos sujeitos a pagamento, são devidas taxas pelo estacionamento de veículos, todos os dias úteis, entre as 9:00 e as 19:00h; e aos sábados, entre as 11:00 e as 16:00h, apenas na Zona I.
 
Podem estacionar nas ZEDL, os veículos automóveis ligeiros e os quadriciclos, bem como os motociclos, ciclomotores e velocípedes, nas áreas que lhes sejam reservadas.
 
Nas ZEDL, o período máximo de permanência de um veículo varia entre (2), quatro (4) e dez (10) horas, conforme a sinalização colocada no local.
 
Desde 1 de março de 2016, vigora o contrato em regime de concessão com a EPorto - Estacionamentos Públicos do Porto, SA, para a operação de manutenção da sinalização e fiscalização do estacionamento dos atuais e futuros lugares públicos de estacionamento pago.

 

Perguntas frequentes

Podem pedir, as pessoas singulares (cidadãos) que tenham residência principal e permanente, no Município do Porto e num arruamento com estacionamento de duração limitada sujeita a pagamento.
13-06-2018
Não, o valor relativo ao dístico é cobrado aquando da atribuição da avença (emissão) e, posteriormente, apenas quando o requerente solicitar uma alteração de matrícula associada à avença ou a emissão de segunda via sem alterações.
22-11-2016
Sim. A avença é atribuída pelo período de um ano civil. O pagamento da avença é anual e deve ser efetuado até ao dia 15 do mês de dezembro do ano civil anterior.
22-11-2016
Não. Se já não pretende começar a usufruir da avença, o não pagamento significa que não chegou a adquirir o direito ao estacionamento.
22-11-2016
Sim. O Município já emitiu e expediu o respetivo dístico, pelo que o correspondente pagamento é devido. A consequência do não pagamento desse débito é o seu envio para execução fiscal.
22-11-2016
Não existe reembolso.
22-11-2016
Não. O pedido só será atendido desde que não se encontre ultrapassado o limite de 50% da oferta de estacionamento sujeito a pagamento na respetiva zona de residência.
22-11-2016
Não, os novos parcómetros não aceitam o cartão de crediparcómetro. Os munícipes podem pedir o reembolso do valor carregado e que agora estão impossibilitados de utilizar.
22-11-2016

Durante 24 horas, a Câmara Municipal do Porto dispõe de uma linha direta para solicitar o desbloqueamento, através do número de telefone (+351) 222 090 444.

O veículo poderá ser removido e depositado no parque Campo Alegre - Rua do Campo Alegre, Lado Oposto ao n.º 450, contactável através do telefone (+351) 932 225 198.

10-10-2018
Poderá ser consultado o serviço nacional gratuito SMS Reboque. Basta escrever a palavra "reboque" seguida da matrícula e enviar a mensagem para o 3838 (formato: reboque 00-00-XX). De seguida, recebe uma mensagem em resposta, com a indicação de que a viatura foi removida para o parque Campo Alegre, sito à Rua do Campo Alegre, Lado Oposto ao n.º 450 (coordenadas GPS: 41.09.08.6 - N 8.38.02.2), contactável através dos números (+351) 932 225 198.
 O parque está aberto 24 horas por dia, todos os dias.
 
Esta informação também poderá ser fornecida pela Linha Direta, através do número de telefone (+351) 222 090 444.
 
Caso a viatura não tenha sido rebocada, a mensagem aconselha a dirigir-se a uma esquadra da PSP.
10-10-2018
Não. A Câmara Municipal do Porto já não efetua reencaminhamentos para reciclagem de veículos em fim de vida, a pedido dos proprietários.
Apenas procede à entrega de viaturas para enfardamento nas situações em que é a própria Câmara a remover as viaturas que se encontram abandonadas na via pública.
26-08-2016
Este serviço não é prestado pela Câmara Municipal do Porto.
Trata-se um serviço assegurado pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes, I.P. (IMT).
26-08-2016
Até final do ano 2021 não serão devidas as taxas anuais previstas para as segundas avenças, já emitidas.
13-06-2018

print

separador footer

 
Optimizado para os browsers: Internet Explorer 7, Firefox 3.5 e Safari 5 ou superiores | Em desenvolvimento pela DMSI (Direcção Municipal de Sistemas de Informação) da CMP
Projecto co-financiado por: